“Marketing Natalício” in Jornal Diário de Aveiro de 14/12/2016

O Natal está à porta. Sentimo-lo no ar, nas pessoas e nas nossas preocupações. Tal como nos anos anteriores, a época de Natal é sinónimo de eletrificações natalícias em espírito de arco-íris, tanto em casas como em empresas, e as árvores transformam-se e mais parecem uma publicidade ao Thomas Edison e á invenção da eletricidade. Todos nós adoramos ver isto, mas pergunto-me se Cristo alguma vez terá pensado que a celebração do seu nascimento se tornaria no que se tornou: um gigante espetáculo.marketing-natalicio

A época natalícia é a melhor época de vendas para a maioria das marcas e empresas, e tem um peso enorme na sua faturação, e como tal o marketing natalício tem um peso importante no planeamento da sua estratégia anual.

Deixo aqui algumas dicas para as marcas e empresas utilizarem nesta época natalícia:

  • Contagem decrescente: à medida que o grande dia se aproxima (o dia 25 de Dezembro), o tempo escasseia e torna-se um desafio. Os retalhistas e as marcas podem ajudar os consumidores, estruturando as suas lojas em torno de compras rápidas, de decisões fáceis, e de fácil acesso aos shoppers que deixaram tudo para a última da hora.
  • Experiência online: Os consumidores esperam a mesma experiência, independentemente do canal (seja online ou offline), e no caso do canal online, 76% dos consumidores abandonam o cesto de compras durante a sua atividade online por diversas razões, entre elas estão a cobrança de custos de envio e a necessidade de criar uma conta. Parece-me a mim, que as marcas não estão a olhar para a experiência do consumidor como um todo, e esquecem-se de como o canal online deveria facilitar a tarefa do consumidor e não complicá-la.
  • Mundo offline: Se a compra online é supostamente mais rápida, fácil e conveniente para o consumidor, as lojas físicas, devem competir com as lojas online a outro nível, oferecendo por exemplo algo que os consumidores não recebem nas suas compras online. Como tal as marcas e as empresas devem ofereça pequenas regalias ao seu cliente, ou criarem uma atmosfera agradável de se estar, como forma de os clientes despenderem mais tempo no interior da loja (e consequentemente mais dinheiro). Existe uma conhecida marca de produtos de cosmética que no Natal, para além de ter montras decoradas de forma exímia, com funcionárias sorridentes e vestidas a rigor, oferece gratuitamente massagens nas mãos e mini estojos de maquilhagem, para estender a experiência para além da compra.
  • Mas o mais simples é frequentemente esquecido, certo? Que tal enviarmos um cartão de boas festas aos nossos clientes? Quando o fizermos não deveremos tentar vender nada ao cliente. O cartão de boas festas está relacionado com o branding e com a apreciação e consideração que nutrimos pelo nosso cliente. O objetivo é estabelecer uma relação com o cliente e construir o próximo pilar: a lealdade.
  • Por último gostaria de chamar a atenção para o redobrar de esforços necessários ao marketing natalício. No que concerne ao Natal, as marcas estão a competir em duas frentes diferentes: não só terão de tentar alcançar a pessoa que irá utilizar o produto ou serviço, mas também terão de alcançar a pessoa que na realidade efetuará a compra. É por isso que cartazes, outdoors, mupis, posters e outro merchandising é tão precioso e eficiente: “Não tem a certeza do que há de comprar para o seu marido? Aqui está a lista de desejos dele!”

Estamos na presença de quê? Estamos na presença de um admirável mundo novo.

José Machado

Diretor na ControlPlan Consulting

About the Author: José Machado

O nosso cartão de cidadão:

Nascimento: Existimos desde 2011 a fazer o que melhor sabemos;
Áreas de atuação: Estudos de mercado, merchandising e consultadoria de marketing;
Equipa: Equipa com elevada experiência nas áreas core da empresa. Possuímos ainda uma bolsa com mais de 100 colaboradores disponíveis para todo o tipo de ações com cobertura nacional;

A ControlPlan é a melhor empresa que atua na área dos estudos de mercado, tudo com o intuito de melhor conhecer e entender a vossa marca, bem como o vosso cliente e restantes stakeholders.

A ControlPlan Consulting tem sido um parceiro chave na área do marketing dos seus diversos clientes, e a sua fidelização para com a nossa empresa é prova disso. Não somos um prestador de serviços, somos um parceiro que está sempre disponível para ouvir os seus problemas, dificuldades e obstáculos. A nós compete-nos apresentar-lhe uma solução.
Gostávamos de poder contar consigo como nosso parceiro!