O mundo gira mas não é à nossa volta in Jornal Diário de Aveiro de 5/Mar/2016

O mundo gira, é um fato indiscutível. Muitos consideram que o mundo gira em torno delas próprias e é assim que o tempo passa, contudo o mundo gira há muitos e muitos anos e a esse movimento sobre si mesma (pasme-se!), designa-se de rotação da Terra. E enquanto o mundo gira muita coisa acontece a todo o instante.

Por exemplo às 6h30 da manhã parece estar a surgir uma tendência de festas “antes do trabalho”, onde a ideia passa por meditar com vitaminas, em paz connosco próprios e com o mundo, tudo com o intuito de criar um ambiente pessoal interno mais propício a uma boa performance laboral e a um dia mais feliz e aprazível. Estas “before work parties” combinam mindfulness (treino da mente), com uma atividade física moderada e um pequeno-almoço saudável. Parece disparatado? Eu sinceramente não sei. Não pareceu disparatado, quando surgiram os primeiros ginásios que anunciavam abrir às 7 da manhã, ou que funcionavam 24h por dia?O mundo gira mas não é à nossa volta

Intolerância é não nos colocamos no lugar dos outros e tentar perceber como surgem estes nichos que podem ou não tornarem-se uma tendência.

O grupo alemão Metro, está a desenvolver um projeto fora da caixa. Encontra-se neste momento a desenvolver estufas dentro dos seus hipermercados, com produtos hortícolas para serem vendidos aos seus próprios clientes, garantindo assim qualidade e poupando tempo e custos logísticos. Mais uma ideia disparatada, ou será que veio para ficar? Teremos nós mini-estufas verticais nos nossos hipermercados para recolhermos os nossos vegetais?

 

É superando obstáculos, medos, diferenças, preconceitos e acima de tudo críticas, que conseguiremos realizar os nossos sonhos pessoais e empresariais, e para isso temos de acreditar na nossa capacidade e manter o foco.

Quando surgiu o digital, muito se falou que o papel iria morrer. O papel morreu? Não! Quando o Ipod surgiu achávamos que iria revolucionar o modo como se comprava e ouvia música até à data? Não! E o que dizer da dicotomia centros comerciais versus comércio de rua? Ambos proliferam no presente!

 

Estamos na presença de quê? Estamos na presença de um admirável mundo novo.

 

José Machado

Diretor na ControlPlan Consulting

About the Author: José Machado

O nosso cartão de cidadão:

Nascimento: Existimos desde 2011 a fazer o que melhor sabemos;
Áreas de atuação: Estudos de mercado, merchandising e consultadoria de marketing;
Equipa: Equipa com elevada experiência nas áreas core da empresa. Possuímos ainda uma bolsa com mais de 100 colaboradores disponíveis para todo o tipo de ações com cobertura nacional;

A ControlPlan é a melhor empresa que atua na área dos estudos de mercado, tudo com o intuito de melhor conhecer e entender a vossa marca, bem como o vosso cliente e restantes stakeholders.

A ControlPlan Consulting tem sido um parceiro chave na área do marketing dos seus diversos clientes, e a sua fidelização para com a nossa empresa é prova disso. Não somos um prestador de serviços, somos um parceiro que está sempre disponível para ouvir os seus problemas, dificuldades e obstáculos. A nós compete-nos apresentar-lhe uma solução.
Gostávamos de poder contar consigo como nosso parceiro!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>